Buscar

“Homem não chora”: Galera Curtição debate efeitos da masculinidade

Atualizado: 3 de Out de 2019

Temática vai discutir masculinidade tóxica: uma cultura que pode prejudicar meninos e meninas da adolescência à vida adulta



Desde cedo, meninos são ensinados a não chorar. Quando isso acontece, geralmente, a construção da identidade se dá em oposição ao comportamento das meninas. Ou seja: enquanto elas são ensinadas a cuidar da casa, eles se divertem na rua, por exemplo. Afinal, “homem não lava louça”.


Eles também não falam de seus sentimentos, pois “demonstrar afeto é coisa de ‘bichinha’”. Frases desse tipo são comuns. São ditas quase sem querer. O problema é que perpetuam um padrão de comportamento muito antigo.


Quando um menino é ensinado a não demonstrar sentimentos, tende a crescer com emoções reprimidas. Na contramão, virilidade, coragem e força são características extremamente valorizadas.


Não por acaso, os homens somam 92% das mortes violentas registradas no Brasil, de acordo com o Atlas da Violência 2017. Quando o assunto é saúde mental, eles têm mais que o dobro de chance de cometer suicídio do que as mulheres, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).


Considerando esse cenário, o projeto Galera Curtição incorporou a discussão sobre os prejuízos da masculinidade tóxica às temáticas que são tradicionalmente trabalhadas com as escolas.



“Alunos protagonizam atividade do Galera Curtição sobre masculinidade tóxica em Luz (Minas Gerais).”

O tema tem sido apresentado a partir de uma abordagem reflexiva sobre saúde e bem-estar. Neste primeiro ano, quase cinco mil adolescentes devem participar das atividades, que envolvem desafios e oficinas para meninos e meninas.


Em sala de aula, os participantes do Galera avaliam as construções culturais da sociedade. A abordagem da temática não visa influenciar a identidade dos participantes nem torná-los “menos” homens: apenas fazê-los refletir sobre seus lugares no mundo. A partir disso, todos vão se tornar sujeitos mais bem preparados para enfrentar os problemas da vida adulta e, na medida do possível, promover transformações sociais.

105 visualizações0 comentário

Galera Curtição 2019 - Todos os direitos reservados.